10 de nov de 2010

Está difícil sua vida de cristão?

Um líder muçulmano está pedindo ao governo iraquiano e às forças lideradas pelos EUA para intensificarem esforços a fim de proteger a minoria cristã em extinção no Iraque.

Navaid Hamid, secretário do Conselho Sul-Asiática para as Minorias (SACM) e um muçulmano, disse que o ataque mortal na semana passada em uma igreja em Bagdá foi um crime hediondo que deve ser fortemente condenada pela comunidade internacional.

“Com o ataque assassino, a segurança da minoria cristã do Iraque tornou-se crítica e é a principal responsabilidade não só do regime em Bagdá, mas também de forças aliadas liderada por EUA para restaurar a confiança e proporcionar a segurança, porque nunca na a história do Iraque, as minorias foram tão vulneráveis”, disse ele.

Cerca de 58 pessoas teriam morrido quando militantes ligados a Al-Qaeda invadiram uma Igreja em Bagdá e abriram fogo contra a congregação.

Hamid disse que os cristãos no Iraque “pagam um preço elevado” pela sua fé e vivem com medo por causa dos “sem precedentes” níveis de violência contra eles. “É fato que eles estão à beira da extinção no Iraque”, disse Hamid.

Estima-se que 400 mil cristãos deixaram o Iraque e pediram asilo na Europa e nos EUA por causa da perseguição que enfrentam no país.

No início desta semana, os líderes cristãos e muçulmanos emitiram uma declaração conjunta condenando o ataque contra a igreja em Bagdá.


Fonte: Christian Today / Gospel Prime

Para ler mais notícias clique no ícone "Notícias Cristãs" do blog.

0 comentários: