10 de nov de 2010

Igreja fácil?


A Deforma da Igreja

Como construção e reforma gastam, dá trabalho e leva tempo, mas precisa ser assim para ser forte e agüentar os ventos e temporais. Assim também é nossa caminhada com o Senhor, precisa ter discipulado, alicerce, estrutura, senão desmorona.

Esses dias contratamos um carpinteiro para terminar um trabalho que havíamos começado em casa, e havia com ele dois ajudantes na faixa de 18 a 20 anos. E entre trabalhos e conversas surgiu o assunto sobre igrejas e tal, então comecei a ouvir a conversa em que eles falavam sobre uma igreja que começou a adotar métodos mundanos para chamar a atenção dos jovens.

Um deles começou a falar com zombaria sobre alguns amigos que iam à igreja nesses dias de eventos e “curtiam”, já que a igreja tinha algo para oferecer a eles, aparentemente e superficialmente, mas após isso, continuavam com suas vidas normais sem que nada houvesse mudado, e ainda saiam de lá zombando da igreja.

Então eu comecei a me perguntar: Será que a igreja tem que se adaptar aos meios mundanos para conseguir adeptos?A palavra de Deus já não tem sido suficiente para transformação e preencher o vazio nos corações?

Comecei a refletir e comparar essa situação com a de mulheres alheias, que são fáceis de conquistar. Uma moça de família, com um bom caráter não se deixa levar por conversas moles de rapazes que só querem se divertir. Mas tem se visto igrejas desta maneira, como uma jovem ingênua que cai em qualquer conversa de rapazes que só desejam se divertir com ela e depois abandoná-la. Abrem mão de seus princípios, de sua reputação para serem usadas e logo depois difamadas. Se realmente um rapaz ama uma moça vai aceita-lá com os princípios dela e não vai exigir que ela mude só para agradá-lo, pelo contrário, dará mais valor a ela e saberá que ela não é qualquer uma, mas que é especial. Não é justo abrir mão dos princípios da palavra de Deus para agradar e alimentar o pecado.

Gálatas 1: 6 e 7

“Admiro-me de que alguns de vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo, para seguirem outro evangelho, que na realidade, não é o evangelho. O que acontece é que algumas pessoas estão perturbando, querendo perverter o evangelho de Cristo”.

A palavra de Deus não muda, pecado é pecado, renúncia é renúncia, não existe meio termo.

Confesso que fiquei muito constrangida enquanto ouvia a conversa daqueles dois rapazes, via a igreja perdendo a credibilidade para com os incrédulos. E no meio dessa conversa toda até de levitas em pecado em cima do altar surgiu, porque seus lideres não querem confrontá-los com seu pecado, então deixam como está, vão levando e empurrando com a barriga.

“Não é a igreja que tem que se moldar segundo os padrões do mundo, mas ganhar o mundo com os princípios de Jesus”. Igreja não é lugar de democracia, e sim teocracia, a palavra de Deus deve ser nossa constituição, nela está nossos direitos e deveres.

O que acontece é que temos buscado aprovação e aceitação de homem, vendemos nossas promessas por pratos de lentilhas. Não se pode abrir mão da visão que desde o principio é estabelecida.

Em Romanos 12: 2 diz que devemos nos transformar pela renovação de nossa mente, tenho por mim que se a palavra de Deus que é viva e eficaz não mudar o caráter de alguém, nada vai mudar, não são programações, nem as estratégias (que são uma benção, na minha igreja tem), mas é pelo poder que Deus tem de convencer o homem do pecado, da justiça e do juízo. Mas ao contrário disso, acaba-se camuflando feridas, falhas de caráter que necessitam ser tratados. Não digo que não deve haver coisas diferentes e programações e etc., mas que o foco principal é a Palavra de Deus, os princípios de Deus.

A carne deseja coisas da carne, e alimento para ela encontramos em qualquer lugar, é isso que a igreja precisa entender, o alimento de Cristo é para o Espírito, para que vençamos as coisas da carne. Não existem diferentes tipos de evangelhos, ele é um só, pra crianças, adolescentes, jovens e adultos. A casa do pão precisa ter pão, doces e guloseimas são gostosos no momento, mas não sustentam.

Gálatas 1:10

“Acaso busco agora aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens não seria servo de Cristo”.

Até o incrédulo sabe a diferença daquele que realmente serve a Deus e daquele que só está brincando de ser cristão.

Qual tem sido a diferença entre a igreja e o mundo?

Isso é só um pequeno exemplo do que temos vivenciado nesse tempo, fora outras situações que se colocado na ponta da caneta, nos daremos conta do quão longe temos estado do evangelho.

O evangelho a ser pregado é o evangelho de Cristo e não um evangelho de facilidades.

Deixo aqui a letra dessa canção que sinceramente pra mim, é um dos conteúdos mais verdadeiros que temos em termos de música cristã na atualidade.



Ainda existe uma cruz

Quem quiser vir após mim negue-se a si mesmo
Quem quiser me seguir, tome sua cruz
Dia após dia, negue-se a si mesmo
Dia após dia, tome a sua cruz
Quem quiser vir após mim negue-se a si mesmo

Ainda existe uma cruz
Pra você carregar
Não se deixe enganar
A porta é estreita
O caminho é árduo pra você trilhar
Não se deixe enganar
Ainda existe uma cruz
Ainda existe um preço a pagar

Quem achar a sua vida a perderá
Quem perder sua vida por amor de mim a encontrará
Dia após dia, negue-se a si mesmo
Dia após dia, tome a sua cruz
Quem perder sua vida por amor de mim a encontrará

(Ana Paula Valadão Bessa – Ministério Diante do Trono)

Serlandia Siqueira

1 comentários:

Ministério Despertai disse...

Quebrou as pernas. Falou tudo...

Rasga o verbo profeta do Senhor